Intriga amorosa pode ser a causa para assassinato em Maricá

1091
0

Uma intriga amorosa pode ter sido o pivô da morte de Josenildo Gomes da Silva, 26 anos, executado com dois tiros de espingarda, na madrugada deste domingo (27), na localidade das Pedreiras, em Maricá.  O acusado de ser o autor dos disparos é o padrasto da esposa de Josenildo.

De acordo com a esposa da vítima, ela, o marido e o padrasto passaram o sábado( 26) inteiro bebendo e, por volta de 1h da madrugada de domingo, eles foram para casa. Quando deixavam o padrasto no Condado, onde ele reside, a mulher de Josenildo teria falado que seu sogro estaria espalhando que tinha  um caso com sua mãe, que é esposa do acusado.

O acusado do assassinato então teria dito que tiraria satisfações e, neste momento, Josenildo afirmou que não o deixaria fazer nada contra seu pai, o pivô da tal intriga. Cerca de uma hora depois, quando já estava em casa dormindo, o casal foi acordado pelo homem que estava com uma espingarda em punho.

O padrasto da mulher da vítima  teria dito que mataria Josenildo por ter defendido o pai e atirou duas vezes contra ele. Um dos disparos atingiu a boca e uma das mãos de Josenildo. Mesmo ferido, Josenildo ainda conseguiu correr, um vizinho prestou socorro e o levou para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, onde ele acabou não resistindo aos ferimentos.

O acusado acabou preso em flagrante em casa e não ofereceu resistência à prisão. Na Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), a esposa do acusado contou que o casal estava junto há seis anos e, que em todo esse tempo, não houve qualquer relacionamento extraconjugal por parte dela. A mulher disse ainda que não  sabia da fofoca e, que apesar do erro cometido, seu marido ele é um homem honesto e trabalhador.

(O São Gonçalo)

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.