Hoje fazem 11 anos que o Padre do Balão se foi

89
0

Hoje (21/04) fazem 11 anos que Adelir Antonio de Carli, ‘o padre do balão’, como ficou conhecido, decolou de Paranaguá usando mil balões para tentar voar, rumo à sua morte num grande épico que parou o país.

Quase imediatamente pós decolagem já dava para notar que ele ia em uma direção totalmente oposta ao itinerário. O público não só não se deu conta como aplaudiu e o seguiu por um tempo festejando, sem ter noção que ele estava indo rumo à mar aberto.Em somente 3 horas, ele já estava há 50km oceano adentro. São 60km de vento bombando, abaixo dele ondas de cinco, seis metros de altura! Já era pra ter tentado abortar a missão pelo menos duas horas antes. Mas, ele ainda tinha fé…Mesmo confirmando horas depois de se perder que não sabia usar o GPS, o último contato foi quase oito horas após decolar, perto de São Francisco do Sul.

Somente a Aeronáutica BR gastou mais de MEIO MILHÃO DE REAIS nas buscas (outras instituições, incluso privadas também gastaram com buscas mas não revelaram os valores). Mais de 30.000 horas de voo foram gastas, sem sucesso. Seu corpo (basicamente as pernas) foi encontrado quase 4 meses depois por uma rebocadora que prestava serviços para a Petrobras no município de Maricá, cerca de 100km da área de decolagem! Restos mortais foram confirmados através de exame de DNA com equipamentos providenciado pelo irmão.

Em 2008, foi o grande vencedor do Darwin Awards, sendo o primeiro brasileiro à receber essa “honra” (talvez o único?).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.