Não tem nada a ver com humor mas sim com misoginia

28
0

O assunto nas redes sociais ontem era a condenação do “humorista” Danilo Gentili a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

Em 2016 Danilo publicou vários tuítes contra a deputada, como faz cotidianamente contra mulheres em geral. A intenção é sempre a de divulgar sua ideologia de direita contra ativistas e de atiçar seus milhões de seguidores a atazanarem a vida de mulheres que trabalham e não têm medo. Maria do Rosário então pediu, via notificação extrajudicial, que Gentili apagasse os tuítes com insultos chamando-a de falsa, cínica e nojenta.

Qual foi a reação de Gentili? Um vídeo: alegando que paga o salário da deputada e que pode dizer o que quiser, ele rasgou a notificação, a esfregou nas suas partes íntimas, por baixo da calça, e concluiu, num show de misoginia: “Maria do Rosário, chegando minha cartinha, abre ela, tira o conteúdo, sinta aquele cheirinho do meu saco e abra a bunda e enfie bem no meio dela tudo isso aí que eu estou mandando agora pra você”.

Nada de muito chocante pra quem já fez “piada” discordando de Jair Bolsonaro e dizendo que a deputada merece sim ser estuprada

A juíza Maria Isabel do Prado, que decidiu pela condenação criminal de Gentili, justificou que a intenção do comediante não era humorística, e sim de insultar e humilhar. Ao receber a notificação, segundo ela, ele “poderia simplesmente ter discordado ou ter buscado a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito”, mas optou por gravar um vídeo “altamente reprovável e ofensivo”.

Não tem a ver com humor. Tem a ver com misoginia, com poder e humilhação, com subjugar as mulheres.

É óbvio que Gentili não vai passar nem um minuto na cadeia. A pena será substituída por prestação de serviços comunitários e multa. Mas, se mantida a condenação, ele ao menos não será mais réu primário. Já é alguma coisa pra quem goza da impunidade faz tanto tempo. Por outro lado, a condenação está lhe dando muita publicidade. As buscas por seu nome no Google aumentaram 4.000% nas últimas 24 horas. Ele é adepto do “falem mal mas falem de mim”.

Gentili tem um longo histórico de atacar minorias. Seu humor não é o de criticar poderosos, muito menos o sistema, e sim de xingar ativistas e pessoas comuns, sua lista é longa!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.