Bolsonaro assina decreto com novas regras para o porte de armas

24
0
O decreto foi assinado nesta terça-feira (07/05), em uma cerimônia no Palácio do Planalto. Segundo o governo, as mudanças permitem que colecionadores, atiradores esportivos e caçadores transitem livremente com armas pelo país.
Lorenzoni insinua que possuir armas em casa ajuda a proteger a família. Na contramão do mundo. “Agradeço como pai”, disse a Bolsonaro. Agora, ao assinar decreto Decreto da Nova Regulamentação do Uso de Armas e Munições. Pátria Armada.
Uma verdadeira pátria armada: parlamentares fazem arminha para celebrar Decreto da Nova Regulamentação do Uso de Armas e Munições.
Discurso de Bolsonaro

Ao discursar na cerimônia, Bolsonaro informou que o decreto prevê que:

  • o direito a 50 cartuchos por ano passará para mil;
  • colecionadores, atiradores e caçadores poderão transitar com arma com munição;
  • praças das Forças Armadas com dez anos ou mais de experiência terão direito ao porte de arma.

“O nosso decreto não é um projeto de segurança pública. É, no nosso entendimento, algo mais importante. É um direito individual daquele que, porventura, queira ter uma arma de fogo, buscar a posse, que seja direito dele, respeitando alguns requisitos”, declarou.

Segundo o presidente da República, o governo foi “no limite da lei” ao editar o decreto desta terça-feira.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.