Bolsonaro fala sobre reforma da Previdência no ‘Programa Silvio Santos’

26
0
O presidente Jair Bolsonaro participou da atração que foi ao ar neste domingo (05/05). Ele conversou com o apresentador sobre Previdência, posse de armas e o relembrou o período em que ficou com uma bolsa de colostomia.
Assim como Temer em 2018, Silvio Santos assume a condução da conversa e faz ele a campanha em favor da reforma. A argumentação do apresentador vai na linha de lembrar situações ainda presentes na memória popular, como a hiperinflação dos anos 90.
Como era esperado, a conversa de Silvio Santos e Bolsonaro não fica em detalhes técnicos da proposta. Em linguagem popular, a síntese de quem argumenta em favor da reforma: brasileiros vivem mais e alguns grupos ganham acima da média – o que a reforma viria a corrigir.

Momentos engraçados e um tanto constrangedores

A questão do armamento da população foi um tanto polêmica, constrangedora e engraçada. Bolsonaro logo tentou convencer Silvio a apoiá-lo neste assunto, citando os Estados Unidos como referência: “Lá a posse e o porte (de arma) são liberados”, disse o presidente. Mas Silvio não concordou com a comparação. “Isso aqui vai virar um faroeste. Nos Estados Unidos quando um cara faz um negócio qualquer ele vai pra cadeia e fica. Aqui, não”.
Mas antes de encerrar o assunto, Silvio deu sinais de que daria o braço a torcer: “Se eu tiver uma arma em casa e ouvir um ruído é claro que eu não vou sair de cueca pra pegar o cara… Eu vou pegar a arma, lógico”, disse. Feliz com a declaração, Bolsonaro completou: “Estamos começando a nos entender”.
Silvio Santos disse: “A Previdência é importante. Não é porque o presidente está aqui. Se não reformar a Previdência, vai ter inflação. Estou defendendo com raciocínio.”.

Bolsonaro teve um espaço importante de grande visibilidade no programa. Não teve um entrevistador duro, mas não era essa a proposta. Conseguiu se promover e promover o governo em algum tanto, mas Silvio não deixou que o lide fosse outro senão a defesa da reforma da Previdência.
O presidente elencou pontos que acredita ter apelo – horário de verão, prorrogação de CNH e retirada de radares. As amenidades de Silvio (signo, rotina, Michelle, os filhos…) suavizam em algum grau a mensagem da Previdência. Bolsonaro foi bem, mas a reforma seguiu como pauta protagonista.
Antes de deixar o palco, após 36 minutos de conversa, Silvio sugeriu para que Bolsonaro voltasse ao SBT para ser entrevistado por “aquele rapaz bonito”… “Aquele, aquele da madrugada”. Até que alguém gritou o nome de ‘Danilo Gentilli’. Bolsonaro, então, enalteceu o entrevistador do SBT: “É uma ordem, Silvio. (The Noite) É um excelente programa”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.