Aplicativo transforma celulares em guias de turismo

104
0
Cataratas do Iguaçu uma das Novas Maravilhas da Natureza. Foto: Divulgação
Cataratas do Iguaçu uma das Novas Maravilhas da Natureza.
Foto: Divulgação

Foi lançado na semana passada em Foz do Iguaçu o Neelo, aplicativo pelo qual os turistas podem receber, via celular, mais informações sobre os pontos de interesses no local em que eles se encontram, além de dicas de outras atrações por perto e recomendações dos outros visitantes.

A tecnologia usa ‘beacons’, pequenas antenas transmissoras do tamanho de uma caixa de fósforos, que são colocadas próximas aos pontos turísticos. Em um raio de até 70 metros, elas localizam os usuários do aplicativo e enviam automaticamente as informações.

“Nosso padrão é não sermos invasivos, é uma pequena vibração não sonora”, conta o cofundador da empresa Fator BLE, Cid Vianna. O aplicativo tem quatro níveis de informações – vai das informações básicas sobre o ponto turístico até o último, em que são acessadas utilidades como, por exemplo, como achar um táxi, avaliações e comentários de usuários, restaurantes por perto, telefones úteis, conexão ao TripAdvisor, entre outros.

Vianna explica que, para manter os dados verídicos, usuários não podem publicar nos primeiros três níveis, apenas fazer comentários no quarto. As informações oficiais serão publicadas apenas pelos parceiros – como secretarias de turismo ou responsáveis pelos parques, shoppings ou museus, por exemplo. “O sistema é feito em nuvem”, diz.

Até agora o app está em cerca de 50 pontos turísticos – além de Foz do Iguaçu, está presente na Serra Gaúcha, na rota do trem da região e também em Canela e Gramado. “Nosso principal objetivo agora é ampliar os pontos, inclusive em Curitiba, em que alguns lugares já mostraram interesse”, diz.

A tecnologia

As pequenas antenas utilizam sinais bluetooth via rádio. Não é preciso que o celular esteja com o bluetooth ligado, pois o aplicativo liga a funcionalidade automaticamente
quando ocorre a aproximação da antena. Para não desperdiçar bateria, o bluetooth é então desligado quando o usuário sai do raio do ponto turístico.

Além de ser pequena, a antena tem a vantagem de ser facilmente instalada. Ela não precisa de quaisquer cabos e a sua bateria dura cinco anos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.