Alemanha decide deportar Puidgemont por má administração de verbas públicas

49
0
O ex-presidente da Catalunha, que foi líder da tentativa de independência da região, é acusado de rebelião – mas o tribunal alemão pode deportá-lo para a Espanha por má gestão do dinheiro público. Carles Puidgemont está na Alemanha desde março, quando foi detido por cruzar a fronteira.
‘Derrotamos a principal mentira sustentada pelo Estado. A justiça alemã nega que o referendo de 1º de outubro seja uma rebelião. Cada minuto passado pelos nossos colegas na prisão é um minuto de vergonha e injustiça. Vamos lutar até o fim e vamos vencer!’
A justiça alemã decide rejeitar a causação de “rebelião”, mas que pode extraditar o ex-presidente exilado Carles Puigdemont por uso indevido de fundos públicos para pagar o referendo, coisa que ninguém conseguiu provar. O tribunal de Schleswig-Holstein declarou que a extradição do líder separatista catalão Carles Puigdemont é possível por corrupção, não por rebelião.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.