EUA acusam 12 oficiais russos por interferência nas eleições

59
0
Funcionários da inteligência russa teriam invadido computadores do Comitê Nacional Democrata, que organizava a campanha à presidência de Hillary Clinton, em 2016, e distribuído e-mails roubados. O vice-procurador-geral dos EUA, Rod Rosenstein, anunciou as acusações nesta sexta, três dias antes de uma cúpula entre Trump e Putin.

12 oficiais da inteligência militar russa foram indiciados pela Justiça americana por hacking na eleição de 2016 dias antes da cúpula de Helsinki. E os russos chamam Trump de “parceiro” de Putin.

Rosenstein: ‘Não há acusações de que cidadãos americanos cometeram crimes, nem alegações de que essa conspiração mudou a contagem de votos ou afetou o resultado das eleições’.

O Departamento de Justiça diz que 12 agentes russos usaram técnicas hackers de spearfishing para acessar contas de e-mails de Democratas nas eleições de 2016 como parte de uma campanha russa para interferir na corrida presidencial.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.