Sessão da Câmara de Maricá: o outro lado da moeda

30
0

Na sessão ordinária desta segunda-feira (20), o vereador democrata Marcinho da Construção criticou a imprensa local por não ter prestigiado a audiência pública realizada semana passada, quando foram discutidos os serviços prestados pela concessionária de energia Enel

Na verdade, o parlamentar de primeiro mandato,  deve ter sentido a falta  apenas de um portal de notícias local, que faz transmissão ao vivo das sessões via internet. Marcinho da Construção  é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara e, quando  faz seus pronunciamentos, sempre enaltece este veículo de comunicação (que é bom dentro das suas propostas editoriais) fazendo pouco caso dos demais. O vereador esqueceu, ou desconhece (sic),  que Maricá tem diversos portais, rádios comunitárias, TVs e jornais locais e de âmbito estadual que sempre prestigiaram os trabalhos da Câmara.

Como o seu veículo de comunicação preferido não se fez presente na audiência pública, Marcinho da Construção (foto LSM) decidiu generalizar nas críticas. Se quer ser prestigiado, que prestigie também a mídia local como um todo. A moeda tem dois lados! Hoje, deve ter ficado feliz. Apareceu ao vivo na internet!

Quanto a audiência pública, vereadores e moradores de Maricá cobraram melhorias emergenciais na prestação de serviços da Enel. Foram apresentadas queixas como: aumento nas contas, queda de energia, corte as sextas à tarde, entre outros. Estiveram presentes diversos representantes da Enel, Procon, Proteste, além dos vereadores Marcinho da Construção (DEM), Aldair de Linda (PT e presidente da Câmara), Rogbol (PT), Marcus Bambam (PV), Rony Peterson (PT) e Dr. Richard (PT).

 

O jovem e nobre vereador Marcinho da Construção acabou  esquecendo, ao criticar a imprensa maricaense, de dizer qual foi o resultado eficaz da audiência pública.

Cabe ao vereador e seus pares,  fazer uma reflexão e tentar saber porque a imprensa não se faz mais presente na Câmara Municipal como antigamente.

FONTE: GBNEWS

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.