Buscas após furacão Michael continuam, mas diminui esperança de encontrar sobreviventes

22
0

A busca por pessoas desaparecidas no começo de domingo (14) após a passagem do furacão Michael está se transformando em uma busca pelos mortos. A esperança de encontrar mais pessoas vivas diminui na região do Panhandle da Flórida, disseram autoridades norte-americanas.

“Estamos entrando no modo de recuperação, infelizmente”, disse o chefe dos bombeiros Alex Baird da Cidade do Panamá. A comunidade costeira da Flórida é uma das mais atingidas pelo furacão que chegou à região na quarta-feira como uma tempestade de categoria 4, com ventos de mais de 140 quilômetros por hora.

“Ao nascer do sol, começaremos novamente a nossa busca”, disse Baird. “Esperamos encontrar mais (sobreviventes), mas é cada vez mais duvidoso.”

Espera-se que o presidente Donald Trump visite a Flórida e a Geórgia no início desta semana para inspecionar os danos, e a Casa Branca disse no final do sábado que o presidente estava totalmente comprometido em ajudar agências estaduais e locais com a recuperação.

 

Vítimas fatais

O número de vítimas mortais da tempestade chegou a ao menos 18 pessoas na noite de sábado e deve aumentar no sudeste dos Estados Unidos, enquanto equipes de resgate vão de porta em porta em comunidades costeiras da Flórida, Geórgia e das Carolinas.

Voluntários de busca já localizaram centenas de pessoas que estavam dadas como desaparecidas na semana passada.

No sábado, equipes de resgate ouviram gritos de socorro e invadiram uma casa móvel amassada pela tempestade na Cidade do Panamá, libertando uma mãe e uma filha, ambas diabéticas que ficaram presas em um armário sem insulina por dois dias e estavam à beira de um choque diabético, disseram os resgatistas.

A falta de comida e água está entre as questões mais prementes para as pessoas se recuperarem da tempestade, disse um voluntário que trabalha na área da Cidade do Panamá.

Equipes de resgate, prejudicadas por quedas de energia e telefone, usaram cachorros, drones e equipamentos pesados ​​em busca de pessoas nos escombros.

Mais de 1.700 trabalhadores de busca e salvamento foram mobilizados, incluindo quase 300 ambulâncias, informou o escritório do governador da Flórida, Rick Scott.

A eletricidade e o serviço telefônico estavam sendo restaurados lentamente, mas pode levar semanas até que a energia seja restabelecida nas áreas mais danificadas.

 Fonte: G1

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.